Revista da Sociedade Portuguesa de Endocrinologia Diabetes e Metabolismo

Online first

Revista Portuguesa de Endocrinologia, Diabetes e Metabolismo - Online first: 2018-11-11
Review article

Vitamin D supplementation and risk of falls in the elderly: evidence-based clinical review

Pinto S, Maia C, Páscoa R

Abstract

Introduction Falls are an important cause of morbidity and mortality in the elderly, with immeasurable costs at various levels. In Portugal, falls are among the mechanisms of injury that contributed most to the number of domestic and leisure accidents. The elderly tend to have an increased risk of vitamin D deficiency. Several entities have been indicating vitamin D supplementation in this age group for the prevention of falls. In an informative circular published in 2008 the “Direção Geral de Saúde” recommends supplementation with calcium and vitamin D in the elderly, due to its increased risk of fracture. The aim of this work is to review and synthesize current evidence regarding vitamin D supplementation for the prevention of falls in the elderly. Methodology In the MEDLINE, NHS British Guidelines, Canadian Medical Association Practice Guidelines, Cochrane Library, DARE, Bandolier, Pubmed and bibliographical references of the selected articles, we have conducted a search of norms of clinical orientation, systematic reviews, meta-analyzes and randomized clinical trials. Publications were searched between january 2000 and december 2017 in the English language, using the terms MeSH "Accidental Falls", "Aged", "Aged 80 and over" and "Vitamin D". Results We found 46 articles, of which two Systematic Reviews with Meta-Analysis, four Meta-Analyzes , two Systematic Reviews and a Randomized Controlled Trial were selected. All studies have shown a reduction in the risk of falls in elderly subjects submitted to vitamin D supplementation, with statistical significance in most studies. However, there is no consensus regarding calcium supplementation, vitamin D type, dose and duration of supplementation. Thus, more controlled and randomized studies with homogeneous results are required. Conclusion The results show that vitamin D supplementation seems to be associated with a reduction in the risk of falls in the elderly (SORT B), but the heterogeneity of the studies is a limitation of this review.

Portuguese abstract

Introdução As quedas constituem uma importante causa de morbilidade e mortalidade nos idosos, com custos imensuráveis a vários níveis. Em Portugal, as quedas estão entre os mecanismos de lesão que mais contribuíram para o número de acidentes domésticos e de lazer. Os idosos tendem a apresentar um risco aumentado de défice de vitamina D. Várias entidades têm vindo a indicar a suplementação com vitamina D, neste grupo etário, para a prevenção de quedas. A Direção Geral de Saúde, numa circular informativa publicada em 2008, aconselha a suplementação com cálcio e vitamina D nos idosos, devido ao seu risco acrescido de fratura. O objetivo deste trabalho é rever e sintetizar a evidência atual quanto à suplementação de vitamina D para a prevenção de quedas nos idosos. Métodos Nas bases de dados MEDLINE, NHS British Guidelines, Canadian Medical Association Practice Guidelines, Cochrane Library, DARE, Bandolier, Pubmed e referências bibliográficas dos artigos selecionados, foi feita uma pesquisa de normas de orientação clínica, revisões sistemáticas, meta-análises e ensaios clínicos aleatorizados. Foram pesquisadas publicações entre janeiro de 2000 e dezembro de 2017 em língua inglesa, utilizando-se os termos MeSH "Accidental Falls", "Aged", "Aged 80 and over" e "Vitamin D". Resultados Foram encontrados 46 artigos, dos quais foram selecionados duas Revisões Sistemáticas com Meta-Análise, quatro Meta-Análises, duas Revisões Sistemáticas e um Ensaio Clínico Aleatorizado. Todos os estudos demonstraram redução do risco de quedas nos idosos submetidos a suplementação com vitamina D, com significância estatística na maioria dos estudos. Contudo, não há consenso em relação à suplementação concomitante com cálcio, ao tipo de vitamina D, dose e duração da suplementação. Assim, são necessários mais estudos controlados e randomizados com resultados homogéneos. Conclusão Os resultados obtidos evidenciam que a suplementação com vitamina D parece estar associada à diminuição do risco de quedas em idosos (SORT B), sendo que a heterogeneidade dos estudos é uma limitação desta revisão.