Revista da Sociedade Portuguesa de Endocrinologia Diabetes e Metabolismo

Online first

Revista Portuguesa de Endocrinologia, Diabetes e Metabolismo - Online first: 2020-04-09
Original article

Perception of health status, body image and implementation difficulties of food plan in type 2 diabetics

Neves M, Narciso L, Simões C, Valente A

Abstract

Background: Type 2 diabetes mellitus represents a serious public health problem. In order to improve the metabolic control of diabetes, it is important to understand the difficulties experienced in the process of self-management of the disease, especially with respect to compliance with nutritional therapy. Objectives: 1) To evaluate the perception of diabetics in relation to general health, metabolic control, body image and food plan compliance; 2) Identify the main difficulties in adhering to and complying with the food plan. Patients and methods: An observational cross-sectional study was performed on 82 type 2 diabetics. Anthropometric parameters were obtained by measurement and biochemical and clinical data by patient process consultation. Questionnaires were developed and applied to obtain sociodemographic and personal perception data on various aspects: general health status, body image, metabolic control, difficulty and compliance with the food plan. The identification of the main difficulties in adhering to and complying with the food plan was identified by a list of 35 barriers classified into 6 groups. Results: High prevalence of dyslipidemia (F: 81%, M: 76%), cardiovascular risk (F: 88%, M: 61%) and inadequate metabolic control (> 68%). About 60% of the participants were obese and 29% had pre-obesity; however, 85% rated their overall health as at least "acceptable", 77% metabolic control of the disease and 78% compliance with the food plan. The vast majority (80.5%) considered their body image at least "acceptable". The main difficulties identified belong to the group of "sensory properties" and "psychological factors". Conclusion: The personal perception about the different aspects studied is not in agreement with the evaluation of the anthropometric, biochemical and clinical parameters, suggesting a mismatch of the perception comparatively to the reality. Food education and follow-up by a multidisciplinary team are strategies to be adopted to improve adherence and compliance with nutritional therapy.

Portuguese abstract

Introdução: A diabetes mellitus tipo 2 representa um grave problema de saúde pública. Para melhorar o controlo metabólico da diabetes é importante perceber quais as dificuldades sentidas no processo de autogestão da doença, nomeadamente no que respeita ao cumprimento da terapêutica nutricional. Objetivos: 1) Avaliar a perceção das pessoas com diabetes tipo 2 em relação ao estado geral de saúde, controlo metabólico, imagem corporal e cumprimento do plano alimentar; 2) Identificar as principais dificuldades na adesão e cumprimento do plano alimentar. Pacientes e Métodos: Estudo observacional analítico transversal em 82 pessoas com diabetes tipo 2. Os parâmetros antropométricos foram obtidos por medição direta e os dados bioquímicos e clínicos por consulta do processo clínico do utente. Foram desenvolvidos e aplicados questionários para a obtenção de dados sociodemográficos e de perceção pessoal sobre diversos aspetos: estado geral de saúde, imagem corporal, controlo metabólico, dificuldade e cumprimento do plano alimentar. A identificação das principais dificuldades sentidas na adesão e cumprimento do plano alimentar foi efetuada por uma listagem de 35 barreiras classificadas em 6 grupos. Resultados: Elevada prevalência de dislipidemia (F:81%; M:76%), risco cardiovascular associado à circunferência da cintura (F:88%; M:61%) e controlo metabólico inadequado (>68%). Cerca de 60% dos participantes apresentava obesidade e 29% pré-obesidade, no entanto, 85% classificaram como pelo menos "aceitável" o seu estado geral de saúde, 77% o controlo metabólico e 78% o cumprimento do plano alimentar. A grande maioria (80,5%) considerou a sua imagem corporal pelo menos "aceitável". As principais dificuldades identificadas pertencem ao grupo das "propriedades sensoriais" e dos "fatores psicológicos". Conclusão: A perceção pessoal sobre os diversos aspetos estudados não é concordante com a avaliação dos parâmetros antropométricos, bioquímicos e clínicos, sugerindo um desajuste da perceção comparativamente à realidade. A educação alimentar e o acompanhamento por uma equipa multidisciplinar são estratégias a adotar para melhorar a adesão e cumprimento da terapêutica nutricional.