Revista da Sociedade Portuguesa de Endocrinologia Diabetes e Metabolismo

Normas de publicação

Checklist de preparação de submissões

Como parte do processo de submissão, os autores são obrigados a verificar a conformidade da submissão com os seguintes itens, sendo que os artigos que não as cumprem podem ser rejeitados.
  • Declaro que todos os autores tiveram uma contribuição substancial para este manuscrito.
  • Declaro que todos os autores aprovam a versão final do manuscrito.
  • Declaro que o manuscrito não está em revisão em nenhuma outra revista e que não foi publicado, completa ou parcialmente, em qualquer outra publicação.
  • Declaro que o manuscrito não foi apresentado anteriormente.
  • Se foi apresentado numa conferência, indique o nome, local e datas da conferência.
  • Declaro que o artigo é uma contribuição original, que todas as declarações apresentadas como factos são resultantes da investigação dos autores, que são responsáveis ​​por estas.
  • Declaro que o manuscrito, completo ou em partes, não infringe direitos de autor e não viola quaisquer direitos de privacidade.
  • Declaro que não existe qualquer conflito de interesses dos autores em relação a declarações apresentadas no manuscrito.
  • Os autores declaram que os procedimentos cumprem os regulamentos estabelecidos pelo Comité de Ética e Investigação Clínica e com a Declaração de Helsínquia da Associação Médica Mundial.
  • Os autores declaram ter seguido os protocolos em vigor no seu local de trabalho relativamente à publicação de dados de pacientes.

 

Instruções aos autores

GUIA PARA AUTORES

Língua
O título (e o resumo e as palavras-chave, se aplicável) devem ser enviados em inglês e português.
Os artigos submetidos à Revista devem ser escritos de forma clara em português (Europeu) e/ou inglês de um padrão razoável.
As inscrições que não estão em conformidade com estas instruções podem ser devolvidas para reformulação e reenvio.
 
Copyright
Todos os artigos nesta revista são Open Access e cumprem os requisitos dos órgãos de financiamento ou instituições académicas. Cada artigo publicado na Revista é publicado sob a Creative Commons Attribution-NonCommercial-NoDerivatives 4.0 International License (CC BY-NC-ND 4.0). Os artigos podem ser consultados, descarregados, impressos e partilhados.
A submissão de um artigo para publicação implica o consentimento dos autores para a publicação sob a licença Creative Commons aplicável e os termos e condições do Acordo de Licenciamento do Editor.
É responsabilidade do autor obter permissão para reproduzir ilustrações, tabelas, ou outros, de outras publicações.
Após a aceitação de um artigo, os autores serão convidados a concluir um "Acordo de Publicação da Revista". Será enviado um e-mail para o autor correspondente confirmando o recebimento do manuscrito juntamente com um formulário "Acordo de Publicação da Revista" ou um link para a versão online deste acordo.
Direitos de autor: Como autor, o próprio (ou seu empregador ou instituição) tem certos direitos para reutilizar o seu trabalho.
A revista reserva o direito de usar o software de detecção de plágio em qualquer material enviado.
 
Taxa de Publicação
Não existe nenhuma taxa de publicação.
 
Arquivo
É permitido aos autores de artigos de Open Access publicar a versão final e publicada do seu artigo em repositórios Open Access ou noutros sites, de acordo com a licença Creative Commons.

Considerações éticas

Se o trabalho envolver o uso de sujeitos animais ou humanos, o autor deve assegurar que o trabalho descrito foi realizado de acordo com o Código de Ética da Associação Médica Mundial (Declaração de Helsínquia) para experiências que envolvem humanos; Directiva da UE 2010/63/EU para experiências com animais; Requisitos para manuscritos submetidos a revistas biomédicas. Os autores devem incluir uma declaração no manuscrito que confirme que foi obtido o consentimento informado por parte dos sujeitos humanos. Os direitos de privacidade dos sujeitos humanos devem ser sempre assegurados.

A publicação de dados e fotografias de pacientes não deve permitir que a instituição ou indivíduos envolvidos sejam identificados, a menos que sejam acompanhados por uma permissão por escrito, dos envolvidos, para a sua utilização.

Para estudos que envolvem pacientes, deve ser incluida uma afirmação que reitera que o estudo foi realizado de acordo com a Declaração de Helsínquia modificada, que o conselho de avaliação institucional local ou o comité de ética independente aprovou o protocolo e que foi obtido o consentimento informado por escrito de todos pacientes. O nome do comité, o nome do presidente do comité (ou a pessoa que aprovou o protocolo), a data de aprovação e o número de aprovação devem seguir esta declaração na secção Métodos. Para estudos multicentricos, pode ser fornecida uma lista das aprovações relevantes num documento separado para ser publicado como material suplementar.

 

Privacidade

O texto, tabelas, figuras e dados suplementares dos manuscritos submetidos não devem conter detalhes que identifiquem pacientes ou participantes do estudo, o que inclui nomes, iniciais, data de nascimento, número de Segurança Social, datas ou números de registos médicos, a menos que tenha sido obtida permissão por escrito do paciente, guardião ou parentes e as cópias tenham sido fornecidas à Revista antes da publicação.
 
Se forem usadas fotografias de pacientes, estas devem ser acompanhadas de permissão por escrito para reprodução ou não devem permitir que o paciente seja identificado. Os detalhes identificativos devem ser omitidos se não forem essenciais, mas os dados do paciente nunca devem ser alterados ou falsificados na tentativa de alcançar o anonimato.
 
Consentimento Informado e Detalhes do Paciente
Estudos sobre pacientes ou voluntários requerem aprovação do comité de ética e consentimento informado, que deve ser documentado no artigo. Os consentimentos e permissões apropriados devem ser obtidos nos casos em que o autor deseja incluir detalhes de casos ou outras informações pessoais ou imagens de pacientes e quaisquer outros indivíduos. Os consentimentos por escrito devem ser conservados pelo autor e devem ser fornecidas cópias dos mesmos ou provas de que tais consentimentos foram obtidos. A menos que o autor tenha permissão por escrito do paciente (ou, se for caso disso, dos parentes mais próximos), os detalhes pessoais de qualquer paciente incluído em qualquer parte do artigo e em qualquer material complementar (incluindo todas as ilustrações e vídeos) devem ser removidos antes da submissão.

 

Permissões

Todo o material previamente publicado e com direitos autorais, incluindo ilustrações, diagramas e tabelas, deve ser acompanhados de permissão por escrito dos detentores dos direitos autorais para reprodução.

 

Conflitos de interesses

Ocorre um conflito de interesses quando o julgamento profissional relativo a um interesse primário pode ser influenciado por um interesse secundário (como o ganho financeiro). As relações financeiras são facilmente identificáveis, mas também podem ocorrer conflitos devido a relações pessoais ou rivalidades, competição académica ou crenças intelectuais (exemplos de potenciais conflitos de interesse incluem emprego, consultoria, propriedade de ações, honorários, testemunhos de peritos remunerados, pedidos de patentes/inscrições e bolsas ou outro financiamento). Todos os autores devem divulgar quaisquer relações financeiras e pessoais com outras pessoas ou organizações que possam influenciar de forma inadequada o seu trabalho. Todos os autores devem divulgar, na carta de apresentação, qualquer conflito de interesses real ou potencial.
Se não houver conflitos de interesse, por favor, indique isso: 'Conflitos de interesse: nenhum'.
A falha na divulgação de conflitos pode levar à publicação de uma correção ou mesmo à retração.

Resultados de ensaios clínicos

A revista apoia iniciativas para melhorar a divulgação de ensaios clínicos. Isso inclui o registo prospectivo de ensaios clínicos em bases de dados apropriadas e publicamente disponíveis. De acordo com as diretrizes do ICMJE, a revista requer o registo de todos os ensaios clínicos que são reportados em manuscritos submetidos.
O ICMJE usa a definição da Organização Mundial de Saúde (OMS) de um ensaio clínico, que é "qualquer estudo de investigação que atribua prospectivamente participantes humanos ou grupos de seres humanos a uma ou mais intervenções relacionadas à saúde para avaliar os efeitos nos resultados da saúde". Esta definição inclui os testes de fase I a IV. O ICMJE define as intervenções relacionadas com saúde como "qualquer intervenção utilizada para modificar um resultado biomédico ou relacionado à saúde" e os resultados relacionados com a saúde como "quaisquer medidas biomédicas ou relacionadas com saúde obtidas em pacientes ou participantes".

Registo de Ensaios Clínicos

De acordo com as recomendações do Comité Internacional de Editores de Revistas Médicas (ICMJE), a inscrição num registo de ensaios públicos é uma condição para a publicação de ensaios clínicos nesta revista. Os ensaios devem-se registar no início ou antes do início do envolvimento do paciente. O número de registo do ensaio clínico deve ser incluído no final do resumo do artigo. Um ensaio clínico é definido como qualquer estudo de investigação que atribua prospectivamente participantes humanos ou grupos de humanos a uma ou mais intervenções relacionadas com a saúde para avaliar os efeitos dos resultados na saúde. As intervenções relacionadas com a saúde incluem qualquer intervenção utilizada para modificar um resultado biomédico ou relacionado com a saúde (por exemplo, medicamentos, procedimentos cirúrgicos, dispositivos, tratamentos comportamentais, intervenções dietéticas e mudanças no processo de cuidados). Os resultados na saúde incluem quaisquer medidas biomédicas ou relacionadas com a saúde obtidas em pacientes ou participantes, incluindo medidas farmacocinéticas e eventos adversos. Estudos puramente observacionais (aqueles em que a atribuição da intervenção médica não está ao critério do investigador) não exigirá registo.
O número de registo de teste (Trial Registration Number - TRN) e a data de registo devem ser incluídos na última linha do resumo do manuscrito.

Registo de Revisões Sistemáticas

A revista apoia o registo prospectivo de revisões sistemáticas e incentiva os autores a registar as suas revisões sistemáticas num registo adequado (como o PROSPERO). Os autores que registaram a sua revisão sistemática devem incluir o número de registo na última linha do resumo do manuscrito.

Disponibilidade de dados

A revista incentiva com veemência que todos os conjuntos de dados nos quais as conclusões do artigo dependam, estejam disponíveis para os leitores. Incentivamos os autores a garantir que os seus conjuntos de dados sejam depositados em repositórios publicamente disponíveis (quando disponíveis e apropriados) ou apresentados no manuscrito principal ou em arquivos de suporte adicionais, em formato legível (como folhas de cálculo em vez de PDFs) sempre que possível. Exigimos uma declaração de partilha de dados no final de cada manuscrito de investigação. Para ensaios de medicamentos ou dispositivos, a declaração deve indicar, no mínimo, que os dados pertinentes e anónimos do paciente estão disponíveis sob solicitação razoável dos autores.
As opções de formatação da declaração são sugeridas aqui:
"Partilha de dados: dados do paciente [e/ou] conjunto de dados completo [e/ou] anexo técnico [e/ou] código estatístico [e/ou] disponível em [/doi] [com acesso aberto/com estas restrições] [do autor correspondente em]. Os participantes deram o consentimento informado para a partilha de dados [ou ... o consentimento não foi obtido, mas os dados apresentados são anónimos e o risco de identificação é baixo ... ou o consentimento não foi obtido, mas os potenciais benefícios de partilhar estes dados superam os danos potenciais porque ...]"
Se nenhum outro dado estiver disponível, use esta expressão: "Partilha de dados: dados adicionais indisponíveis".
Esta opção não está disponível para ensaios de medicamentos ou dispositivos.
Os autores podem ser obrigados a fornecer os dados sem tratamento para artigos de investigação quando estiverem em revisão e até 10 anos após a publicação.

Submissão 

A submissão de um artigo implica que o trabalho descrito não foi publicado anteriormente (exceto sob a forma de um resumo ou como parte de uma palestra ou tese académica publicadas ou como uma versão eletrónica pré-impressa, que não está em consideração para publicação noutro local, que a publicação seja aprovada por todos os autores e explicitamente pelas autoridades responsáveis ​​onde o trabalho foi realizado e, se aceite, não será publicado noutro local na mesma forma, em inglês ou em qualquer outro idioma, inclusive eletronicamente).
Todos os manuscritos devem ser acompanhados de uma carta de apresentação. Na carta de apresentação deve ser garantido que o manuscrito não está em consideração simultânea para qualquer outra publicação. Na carta de apresentação os autores devem declarar potenciais conflitos de interesse e fornecer uma declaração sobre a autoria.
Para verificar a sua originalidade, o artigo pode ser verificado pelo serviço de detecção de originalidade.
 
Submeta o seu artigo
Submeta o seu artigo através do seguinte link: www.spedmjournal.com

 

Preparação do manuscrito

Utilização de software de processamento de texto

É importante que o ficheiro seja guardado no formato nativo do processador de texto usado. O texto deve estar em formato de coluna única. Mantenha o layout do texto o mais simples possível.

Para evitar erros gramaticais desnecessários, é aconselhável usar as funções de verificação ortográfica e gramatical do processador de texto.

Tipos de Publicação

A revista SPEDM J aceita os seguintes tipos de publicação:

a) Artigos originais que relatam investigação básica ou clínica;

b) Artigos de revisão (incluindo revisões sistemáticas e meta-análises) de tópicos clínicos ou na área das ciências;

c) Casos clínicos;

d) Imagens em Endocrinologia;

e) Editoriais, que são redigidos a convite do Editor e consistem em comentários sobre artigos publicados na revista ou sobre assuntos de particular relevância;

f) Cartas ao Editor, que consistem em opiniões concisas sobre artigos recentemente publicados;

g) Perspectiva atual;

h) Normas de atuação

 
Certifique-se de que seleciona o tipo de artigo adequado ao fazer a sua submissão.
 
Os autores devem indicar na carta de apresentação qual o tipo de manuscrito que está a ser submetido para publicação.
 
Informação da página de título
  • Título

O título deve ser inserido em português e inglês e deve ser conciso, informativo, não conter abreviaturas e não exceder os 120 caracteres. O título pode incluir uma legenda com um máximo de 40 caracteres (incluindo espaços).

  • Nomes dos autores e afiliações

Nos casos em que o nome de família pode ser ambíguo (por exemplo, um nome duplo), indique isso claramente. Os endereços de afiliação dos autores (onde o trabalho real foi feito) deve ser apresentado abaixo dos nomes. Indique todas as afiliações com uma letra minúscula de sobrescrito imediatamente após o nome do autor e na frente do endereço apropriado. Forneça o endereço completo de cada afiliação, incluindo o nome do país e, se disponível, o endereço de e-mail de cada autor.

  • Patrocinadores

Todas as entidades que patrocinaram o trabalho devem ser listadas.

  • Autor responsável pela correspondência
Indique claramente quem irá lidar com a correspondência em todas as etapas de revisão e publicação, bem como pós-publicação. Certifique-se de que os números de telefone (com país e código de área) são fornecidos, além do endereço de e-mail e do endereço completo. Os detalhes de contato devem ser atualizados pelo autor responsável pela correspondência.
 
Certifique-se de que o endereço de e-mail é fornecido e que os detalhes de contato são atualizados pelo autor responsável pela correspondência.
Endereço atual/permanente. Se um autor se mudou desde que o trabalho descrito no artigo foi feito, ou estava de visita no momento, um "endereço atual" (ou "endereço permanente") pode ser indicado como uma nota de rodapé para o nome desse autor. O endereço em que o autor realmente fez o trabalho deve ser mantido como o endereço de afiliação. Os números arábicos de sobrescrito são usados ​​para tais notas de rodapé.
  • Resumo e Palavras-chave
É necessário um resumo conciso e factual. Um resumo é frequentemente apresentado separadamente do artigo, como tal deve valer por si próprio. O resumo deve ser escrito em português e inglês. Não deve conter abreviaturas, referências ou notas de rodapé.
 
No final do resumo devem ser incluídas um máximo de seis palavras-chave, usando a terminologia que aparece em "Medical Subject Headings (MeSH)".
  • Resumo estruturado

Um resumo estruturado, com cabeçalhos apropriados, deve fornecer o contexto ou background da investigação e deve indicar o seu objetivo, procedimentos básicos (seleção de sujeitos de estudo ou animais de laboratório, métodos observacionais e analíticos), principais descobertas (relatando efeitos específicos e significado estatístico, se possível) e principais conclusões. Deve enfatizar aspetos novos e importantes do estudo ou observações. A Introdução, Métodos, Resultados e Conclusões deverão seguir-se.

  • Informação ética
Os autores também incluirão nesta página de título, sob o título "Informações éticas", a sua declaração sobre a Proteção de sujeitos humanos e animais, a Confidencialidade de Dados e o Direito à privacidade e consentimento informado.
Os autores incluirão obrigatoriamente um dos textos abaixo para cada uma das secções, dependendo das características do seu artigo/investigação.

 

PROTEÇÃO DE SUJEITOS HUMANOS E ANIMAIS EM INVESTIGAÇÃO:

Proteção de sujeitos humanos e animais. Os autores declaram que nenhuma experiência foi realizada em humanos ou animais para esta investigação.
ou
Proteção de sujeitos humanos e animais. Os autores declaram que os procedimentos seguidos estavam de acordo com os regulamentos do Comité de Ética em Investigação Clínica responsável e de acordo com os da Associação Médica Mundial e da Declaração de Helsínquia.

PROTECÇÃO DE DADOS DOS PACIENTES:

Confidencialidade de dados. Os autores declaram que seguiram os protocolos do seu centro de trabalho sobre a publicação dos dados do paciente e que todos os pacientes incluídos no estudo receberam informações suficientes e deram o seu consentimento informado por escrito para participar nesse estudo.
ou
Confidencialidade de dados. Os autores declaram que nenhum dado de pacientes aparece neste artigo.

DIREITO À PRIVACIDADE E CONSENTIMENTO INFORMADO:

Direito à privacidade e consentimento informado. Os autores obtiveram consentimento informado dos pacientes e/ou sujeitos mencionados no artigo. O autor responsável pela correspondência possui este documento.
ou
Direito à privacidade e consentimento informado. Os autores declaram que nenhum dado de pacientes aparece neste artigo.

Texto

Artigos Originais

Os artigos originais são relatórios totalmente documentados de investigações básicas ou clínicas originais que devem descrever conjuntos completos de experiências interessantes e originais em investigações atuais. Os artigos originais devem incluir as seguintes seções: Introdução, Materiais e Métodos, Resultados, Discussão e Conclusões, Agradecimentos (se aplicável), Referências, Tabelas e Figuras.
 
Os artigos originais não devem exceder as 4 000 palavras, excluindo até 6 tabelas ou figuras e até 60 referências. Resumo estruturado deve ter até 350 palavras.

 

Estrutura do artigo

Introdução 
Indique os objetivos do trabalho e forneça uma base adequada, evitando uma pesquisa detalhada da literatura ou um resumo dos resultados.

Material e métodos 
Forneça detalhes suficientes para permitir a reprodução do trabalho. Os métodos já publicados devem ser indicados por uma referência: apenas as modificações relevantes devem ser descritas.

Resultados
Os resultados devem ser claros e concisos.

Discussão
Esta secção deve explorar o significado dos resultados do trabalho, não repeti-los. Uma seção combinada de Resultados e Discussão é, muitas vezes, apropriada. Evite extensas citações e discussões sobre literatura publicada.

Conclusões 
As principais conclusões do estudo podem ser apresentadas numa breve secção de Conclusões, que pode ser independente ou formar uma subsecção de uma secção de Discussão ou Resultados e Discussão.


Artigos de revisão

Artigos de revisão são documentos abrangentes que sintetizam ideias antigas e sugerem novas. Abraçam áreas abrangentes. Podem ser de natureza clínica, investigação ou ciência básica na natureza. Embora sejam geralmente solicitados, ocasionalmente são aceites artigos de revisão não solicitados sobre assuntos importantes e tópicos com um enfoque especial em avanços recentes. Antes de submeter um artigo de revisão, pedimos que envie aos editores um breve resumo (não mais de 500 palavras), indicando a importância e a novidade do assunto, e por que razão é qualificado para o escrever. Um convite para enviar não garante a aceitação.
Os artigos de revisão não devem exceder 4 000 palavras, excluindo até 6 tabelas ou figuras e até 100 referências. O resumo não estruturado poderá ter até 350 palavras.

Revisões sistemáticas

As revisões sistemáticas podem ser apresentadas nos formatos Introdução, Métodos, Resultados e Discussão. O assunto deve ser claramente definido. O objetivo de uma revisão sistemática deve ser produzir uma conclusão baseada em evidências. Os Métodos devem dar uma indicação clara da estratégia de pesquisa de literatura, extração de dados, classificação de evidências e análises. Encorajamos firmemente os autores a cumprir as diretrizes dos Itens Preferenciais de Relato para Revisões Sistemáticas e Meta-Análises (PRISMA).
Os artigos de revisão sistemática não devem exceder 4 000 palavras, excluindo até 6 tabelas ou figuras e até 100 referências. O resumo estruturado poderá ter até 350 palavras.

Casos clínicos

Os Casos Clínicos devem incluir as seguintes secções: Introdução, Caso Clínico e Discussão. Estudos de casos clínicos não devem exceder 2 000 palavras, excluindo 25 referências.
Encorajamos firmemente os autores a cumprir as diretrizes do CARE.
O resumo não estruturado poderá ter até 150 palavras.

Editoriais

Os Editoriais são normalmente escritos a convite do Editor e consistem em comentários sobre artigos publicados na revista ou sobre assuntos de particular relevância. Os editoriais não devem exceder as 1 500 palavras e 20 referências e podem incluir 1 tabela e 1 figura. Resumo não é necessário.


Cartas ao editor

A Carta ao Editor deve consistir em comentários críticos sobre um artigo publicado na revista ou uma breve nota sobre um tópico em particular ou caso clínico. As Cartas ao Editor não devem exceder 600 palavras e 10 referências e podem conter uma figura ou tabela. Resumo não é necessário.


Imagens em Endocrinologia

Esta seção destina-se à publicação de imagens clínicas, radiológicas, histológicas e cirúrgicas relacionadas a casos de endocrinologia, diabetes ou metabolismo.
 
O título não deve ter mais de oito palavras. Os autores não devem ser mais do que quatro. As imagens devem ser de alta qualidade e valor educacional. Até quatro figuras serão publicadas. As legendas devem ser breves e informativas. Setas ou outros símbolos devem ser incluídos conforme necessário para facilitar a compreensão das imagens. O texto não deve exceder as 500 palavras, até cinco referências, e deve incluir um breve histórico clínico e dados relevantes do exame físico, exames laboratoriais e progressão clínica conforme apropriado. Resumo não é necessário.

Perspectiva atual

Este é o tipo de manuscrito que é apresentado mediante convite pelo Conselho Editorial. Pode abranger uma ampla diversidade de temas centrados na endocrinologia, diabetes, metabolismo e saúde: problemas atuais ou emergentes, políticas de gestão e saúde, história da medicina, problemas da sociedade e epidemiologia, entre outros. Um autor que deseje propor um manuscrito nesta seção é solicitado a enviar um resumo ao Editor-chefe, incluindo o título e a lista de autores para avaliação. O texto não deve exceder as 1200 palavras, até 10 referências e são permitidas duas tabelas ou duas figuras. Resumo não é necessário.


Diretrizes

De uma forma geral, as declarações publicadas destinadas a orientar o atendimento clínico (por exemplo, diretrizes, parâmetros de prática, recomendações, declarações de consenso e documentos de posição) devem descrever:

  • O problema clínico a abordar,
  • O mecanismo pelo qual a declaração foi gerada,
  • Uma revisão das provas para a declaração (se disponível),
  • A declaração sobre a própria prática.

Para minimizar a confusão e melhorar a transparência, tais declarações devem começar com as seguintes frases, seguidas de breves comentários abordando cada frase:

  • Que outras diretrizes estão disponíveis sobre este tópico?
  • Por que razão foi esta diretriz desenvolvida?
  • De que modo é que esta afirmação difere das diretrizes existentes?
  • Por que razão esta declaração difere das diretrizes existentes?

As diretrizes não devem exceder as 4 000 palavras, excluindo até 6 tabelas ou figuras e até 100 referências. O resumo poderá ter até 350 palavras.





Tipo de Artigo


Resumo


Palavras-chave


Texto


Max. de palavras


Tabelas /figuras


Referências


Artigo original


Max. 350 palavras; estruturado (Introdução e Objetivos, Métodos, Resultados e Conclusões)


Português e Inglês


Até 6


Português e Inglês


Introdução; Métodos; Resultados; Discussão; Conclusões; Agradecimentos, caso se justifique; Referências; e figuras e legendas, caso existam


4000


Total até 6


Até 60


Artigo de revisão


Max. 350 palavras; não estruturado

Português e Inglês


Até 6


Português e Inglês


Introdução; secções temáticas ao critério dos autores; Conclusões; Agradecimentos, caso se justifique; Referências; e figuras e legendas, caso existam


4000


Total até 6


Até 100


Revisão sistemática


Max. 350 palavras; estruturado 


Português e Inglês


Até 6


Português e Inglês


PRISMA


4000


Total até 6


Até 100


Caso clínico


Max. 150 palavras; não estruturado

Português e Inglês


Até 6 Português e Inglês


Introdução; Caso Clínico; Discussão; Conclusões (opcional); Referências; e figuras e legendas, caso existam


2000


Total até 4


Até 25


Imagens em endocrinologia


Não obrigatório


Até 6 Português e Inglês


Não estruturado


500


Total até 4


Até 5


Editorial


Não obrigatório


Não


Não estruturado


1500


Total até 2


Até 20


Carta ao editor


Não obrigatório


Até 6 Português e Inglês


Não estruturado


600


Total até 1


Até 10


Perspectiva atual


Não obrigatório


Até 6 Português e Inglês


Não estruturado


1200


Total até 2


Até 10


Normas de atuação


Max. 350 palavras; não estruturado

Português e Inglês


Até 6 Português e Inglês


Introdução; secções temáticas ao critério dos autores; Conclusões; Agradecimentos, caso se justifique; Referências; e figuras e legendas, caso existam


4000


Total até 6


Até 100


 

Referências

  • Citação no texto
Certifique-se de que todas as referências citadas no texto também estão presentes na lista de referências (e vice-versa). As referências devem ser listadas usando algarismos arábicos na ordem em que são citadas no texto.
As referências a comunicações pessoais e dados não publicados devem ser feitas diretamente no texto e não devem ser numeradas. A citação de uma referência como "na imprensa" implica que o item foi aceite para publicação. Os nomes das publicações devem ser abreviadas de acordo com o estilo Medline.
As referências a artigos publicados em revistas devem incluir o primeiro nome do autor (sobrenome e nome próprio), seguido do nome dos restantes autores, do título do artigo, nome da revista, bem como ano de publicação, volume e páginas.
As descobertas crescentes da investigação e a avaliação por pares de alta qualidade são asseguradas por ligações online às fontes citadas. Certifique-se de que os dados fornecidos nas referências estão corretos. Tenha em atenção o facto de que sobrenomes, títulos de revistas/livros, ano de publicação e paginação incorretos podem impedir a criação de ligações. Ao copiar referências, tenha em consideração o facto de poder já conter erros.
A lista de referências deve ser adicionada como parte do texto normal, nunca como nota de rodapé. Códigos específicos de software de gestão de referências não são aceites.
  • Formato
Uma descrição detalhada dos formatos de diferentes tipos de referência pode ser encontrada nos "Uniform Requirements for Manu­scripts Submitted to Biomedical Journals". Alguns exemplos selecionados são apresentados abaixo.
Liste todos os autores caso sejam seis ou menos; et al. deve ser adicionado se forem mais de seis autores. Título do artigo, nome da revista, ano, volume e páginas.

Software de Gestão de Referências: Recomenda-se a utilização do EndNote para facilitar a formatação de citações e listas de referência. O estilo da revista pode ser descarregado aqui.

  • Estilo de referência
Texto: Indique referências por número(s) em sobrescrito de acordo com o texto. Os autores podem ser mencionados mas o número de referência deve ser sempre dado.
Lista: Numerar as referências na lista na mesma ordem em que aparecem no texto.

Examplos: 
Referência a uma publicação de uma revista:

  • Isidori AM, Sbardella E, Zatelli MC, Boschetti M, Vitale G, Colao A, et al. Conventional and nuclear medicine imaging in ectopic Cushing's syndrome: a systematic review. J Clin Endocrinol Metab. 2015;100:3231-44.

Referência a um livro: 

  • Ware JE, Kosinski M, Dewey JE. How to score version 2 of the SF-36 Health Survey (standard & acute forms. Lincoln: Quality Metric Incorporated; 2000.

Referência a um capítulo de um livro:

  • Castellano Barca G, Hidalgo Vicario M, Ortega Molina M. Transtorno del comportamento alimentário. In: Castellano Barca G, Hidalgo Vicario M, Redondo Romero A, editores. Medicina de la adolescência – atención integral. 1ª ed. Madrid: Ergon; 2004. p.415-29.

Referências de fontes online:

No mínimo deve ser fornecido o URL completo e a data em que a referência foi consultada pela última vez. Qualquer informação adicional, se conhecida (nomes de autores, datas, referência a uma publicação de origem, etc.), também deve ser fornecida.
Nota abreviada para o último número da página. Por exemplo, 51-9, e para mais de 6 autores, os primeiros 6 devem ser listados seguidos por 'et al.' Para mais detalhes, consultar "Uniform Requirements for Manu­scripts Submitted to Biomedical Journals".

Notas de rodapé

As notas de rodapé devem ser evitadas. Quando essenciais, devem ser numeradas consecutivamente e aparecer no rodapé da página apropriada.


Agradecimentos

Agrupe os agradecimentos numa secção separada no final do artigo antes das referências e não as inclua na página de título, como nota de rodapé para o título ou de outra forma. Liste nesta secção os indivíduos que forneceram ajuda durante a investigação (por exemplo, fornecendo ajuda na linguagem, assistência na redação ou revisão, etc.).


Abreviaturas

As abreviaturas (com exceção das claramente bem reconhecidas na áreao) devem ser explicadas quando são usadas pela primeira vez.
Defina todas as abreviaturas, exceto as aprovadas pelo Sistema Internacional de Unidades para comprimento, massa, tempo, temperatura, quantidade de substância, etc. Não crie novas abreviaturas para medicamentos, procedimentos, grupos experimentais, etc.
As abreviaturas ou siglas não devem ser usadas no título e resumo, apenas no texto e de forma limitada. As abreviaturas devem ser definidas na primeira utilização, na íntegra, seguidas da abreviatura entre parênteses. O uso excessivo e desnecessário de siglas e abreviaturas deve ser evitado. ((Tudo isso é verificado por nossos revisores))

Unidades de medida

Siga as regras e convenções internacionalmente aceites: use o sistema internacional de unidades (SI).
As temperaturas devem ser indicadas em graus Celsius (°C) e a pressão sanguínea em milímetros de mercúrio (mm Hg).

Nomes de medicamentos

Use nomes genéricos de medicamentos (primeira letra: minúsculas) sempre que possível. Os nomes comerciais registados (primeira letra: maiúsculas) devem ser marcados com o símbolo de registo sobrescrito ® ou ™ quando são mencionados pela primeira vez.


Tabelas e ilustrações

Tabelas e figuras devem ser numeradas (por exemplo, Figura 1, Figura 2, Tabela 1) e enviadas como ficheiros separados.
As legendas devem ser numeradas usando algarismos arábicos na ordem em que aparecem no texto (por exemplo, Tabela 1, Figura 1) e devem fornecer informações suficientes para permitir a sua interpretação sem consultar o texto.
Certifique-se de que cada ilustração e tabela tenha uma legenda. Forneça as legendas separadamente, não anexadas à figura. Uma legenda deve incluir um título breve (não na figura em si) e uma descrição da ilustração. Mantenha o texto nas ilustrações propriamente ditas curto, mas explique todos os símbolos e abreviaturas utilizados.
As ilustrações em cores são reproduzidas gratuitamente.

Pontos gerais:
• Certifique-se de que usa um tipo de letra e dimensões dos ficheiros de imagem originais uniformes; 
• Faça o embed das fontes usadas se a ferramenta fornecer essa opção; 
• Dê preferência às seguintes fontes nas suas ilustrações: Arial, Courier, Times New Roman, Symbol, ou use fontes que pareçam semelhantes;
• Numere as ilustrações de acordo com a sua sequência no texto;
• Use uma convenção de nomeação lógica para os ficheiros de imagem;
• Forneça legendas para as ilustrações separadamente;
• Redimensione as ilustrações com dimensões próximas às desejadas na versão publicada; 
• Envie cada ilustração como um ficheiro separado.


Formatos:

Se a imagem for criada numa ferramenta do Microsoft Office (Word, PowerPoint, Excel), submeta-a no formato nativo do documento.
Independentemente da ferramenta usada além do Microsoft Office, quando a imagem for finalizada, guarde ou converta as imagens para um dos seguintes formatos (note bem os requisitos de resolução para imagens bitmap, grayscale e combinações de cor e grayscale referidas abaixo):
EPS (ou PDF): desenhos vetoriais, incorporar todas as fontes usadas.
TIFF (ou JPEG): fotografias em cores ou grayscale, mantenha um mínimo de 500 dpi.
TIFF (ou JPEG): imagens bitmap (pixels pretos e brancos), mantenha um mínimo de 1000 dpi.
TIFF (ou JPEG): Combinações de imagens bitmap/grayscale, mantenha um mínimo de 500 dpi.

Por favor não: 
• Forneça ficheiros otimizados para ecrãs (por exemplo, GIF, BMP, PICT, WPG); estes têm tipicamente um baixo número de pixeis e um conjunto limitado de cores; 
• Forneça ficheiros com resolução muito baixa; 
• Envie gráficos que sejam desproporcionalmente grandes para o conteúdo.


Tabelas

Adicione as tabelas como texto editável e não como imagens. As tabelas podem ser colocadas ao lado do texto correspondente no artigo, ou em páginas separadas no final. Numere as tabelas consecutivamente de acordo com a ordem em que aparecem no texto e coloque as notas relativas à tabela abaixo do corpo da tabela. Seja sucinto na utilização de tabelas e assegure-se de que os dados apresentados não dupliquem os resultados descritos noutra parte do artigo. Evite o uso de linhas verticais.


Ficheiros multimédia

Os ficheiros multimédia devem ser enviados num ficheiro separado com o manuscrito original e com todos os envios subsequentes. O material multimédia deve atender aos padrões de qualidade de produção para publicação sem necessidade de modificação ou edição. Os formatos de ficheiro aceites ​​são MPEG, AVI ou QuickTime.


Anexos

Se existir mais de um anexo, estes devem ser identificados como A, B, etc. As fórmulas e as equações nos anexos devem receber uma numeração distinta: Eq. (A.1), Eq. (A.2), etc .; num anexo posterior, Eq. (B.1) e assim por diante. O mesmo se aplica a tabelas e figuras: Tabela A.1; Fig. A.1, etc.


Checklist de submissão
 
A seguinte lista será útil durante a verificação final de um artigo antes de o submeter para revisão na revista.
 
 
Certifique-se de que os seguintes itens estão presentes:
 
Um autor foi designado como o autor responsável pela correspondência com detalhes de contacto:
• Endereço de e-mail
• Morada completa
Todos os ficheiros necessários foram carregados e contêm:
• Palavras-chave
• Todas as legendas
• Todas as tabelas (incluindo título, descrição, notas de rodapé)
Considerações adicionais:
• O manuscrito foi revisto para prevenir erros de ortografia e gramaticais
• As referências estão no formato correto para esta revista
• Todas as referências mencionadas na lista de referência são citadas no texto, e vice-versa
• Foi obtida permissão para uso de material protegido por direitos de autor de outras fontes (incluindo a Internet)

Estilo e Utilização
 
A revista subscreve os princípios do Manual de Estilo da Associação Médica Americana (10º ed) em questões de estilo editorial e utilização. Todos os manuscritos aceites estão sujeitos a edição para assegurar concisão, clareza, gramática e ortografia. O autor responsável pela correspondência receberá correcções para rever antes da publicação. Se novas alterações forem pedidas após as primeiras correcções, novas alterações devem ser feitas com o máximo de cuidado, de modo a evitar a publicação de erratas ou retrações.
 
Última revisão 10 de dezembro de 2016

 

Aviso de Copyright

Os autores, ao submeter este documento para publicação, transferem para a "Revista Portuguesa de Endocrinologia, Diabetes e Metabolismo" os direitos e direitos de autor do artigo.